Baterias tracionárias nada mais são que um dispositivo eletroquímico, o qual converte energia elétrica em energia química e vice-versa, podendo ser denominado também acumulador elétrico.

Como o próprio nome diz “eletroquímico”, então há uma reação química nas células da bateria que dão sucesso ao processo de fornecimento e armazenagem de energia. Nesse tipo de reação o gás mais abundante expelido pela bateria é o H hidrogênio, altamente inflamável.

Explosão da bateria

Portanto o simples fato de uma solda interna mal feita poderá provocar uma faísca ( mesmo que mínima ), o qual somada ao gás H ocasionará a explosão da bateria.

Geralmente isso acontece no processo de carga da bateria. Em alguns casos devido à falta de informação e preparo do usuário do equipamento, relatamos casos de “derrubar uma chave de fenda” pela superfície da bateria sem as devidas isolações necessárias. Gerou faísca…se a bateria está expelindo H, logo explodirá.